Início / Equipe Escola Nômade (página 10)

Equipe Escola Nômade

Poder e Potência na Estilização da Existência

O que entendemos por existir? Uma existência ativa e uma existência passiva teriam diferentes destinos? Se sim, poderíamos mudar nosso destino a cada ato do nosso existir? Como o faríamos? Qual a qualidade do presente que nos atravessa e que nos faria encontrar em nós aquilo que nos fabrica por potência de nos distanciar de um presente que nos coage? O que se passa realmente quando supomos que pensamos? Quando realmente pensamos? Qual a diferença entre imaginação e pensamento? (...)

Ler mais »

Spinoza em Dois Movimentos

Dois encontros acerca da filosofia de Baruch Spinoza (1632-1677), que traçam as linhas afetivas das principais idéias relativas à prática de um novo modo de viver, criadas por este pensador, com relação ao desejo, às paixões, à servidão humana e à liberdade, e o que podem o corpo e o pensamento nos encontros que a vida produz neles conforme o modo de vida que se é capaz de criar para si (...)

Ler mais »

A Evolução Criadora

Cruzaremos conceitos de Bergson com os de Spinoza, Nietzsche, Deleuze e Foucault na questão do saber racional ou do pensamento simbólico como função da ação e/ou função de poder nas sociedades contemporâneas, disciplinares e de controle versus o pensamento intuitivo criador de valor (...)

Ler mais »

Nietzsche e o Eterno Retorno

O Eterno Retorno como experiência vivida, como criação de si e como proposição seletiva para uma ética da potência. A experiência simultânea da morte de deus e da perda da identidade em contraste com a afirmação das identidades infinitas - eterno retorno do mesmo versus eterno retorno do diferente. A produção de uma nova coesão para o corpo a partir da abertura dupla para o caos que vem de dentro ou que chega de fora - criação de um novo corpo e de um novo pensamento para as forças inauditas do homem (...)

Ler mais »

Quatro filmes de Jean-Luc Godard para ver no Youtube com legenda

Um dos diretores mais produtivos do último meio século, o francês Jean-Luc Godard é, certamente, o cineasta de renome internacional que mais experimentou as possibilidades narrativas do cinema e do vídeo. Godard conseguiu explorar em sua obra os rumos do próprio cinema, o papel da arte, filosofia, religião e política — muitas vezes concomitantemente e em compasso com as mudanças comportamentais do ser humano nas últimas décadas.

Ler mais »